<BODY> philipinas: E O PRIMEIRO CAPÍTULO DE PÁGINAS DA VIDA?

segunda-feira, julho 10

E O PRIMEIRO CAPÍTULO DE PÁGINAS DA VIDA?


A novela de Manoel Carlos começou nesta segunda-feira com uma sequência histórica: um arrastão na praia do Leblon seguido de uma discussão no trânsito entre Regina Duarte e Lília Cabral. Bitch-fight das melhores. Cena impagável.

Fora isto, a novela terminou e eu fiquei com várias dúvidas e comentários que gostaria de compartilhar com vocês:

1) Regina Duarte, então, faz o papel de uma médica chata, certinha, que é corneada pelo eterno garanhão de novela das oito, José Mayer... Assistindo tudo isso, eu consigo entender a atitude do coroa. Imagine só. Você chega em casa e Regina Duarte está fazendo charminho, deitada de camisola e com soninho na cama. O que você faz? Trepa com ela? Ou pega um cabo de vassoura e faz ela sair de lá?

2) O elenco rico da novela foi apresentado durante o aniversário do personagem de Tarcísio Meira. Na novela, ele faz um velho que não vê a hora de morrer. Levando em conta que o ator estrela, atualmente, a sua 46.567ª novela e que ninguém aguenta mais vê-lo na televisão... Tá. Deixa eu ficar quieto.

3) Alguém aqui já foi na suíte do Vips? Ela é bonita e bem decorada daquele jeito mesmo? Aliás, alguém ainda tem a coragem de continuar indo lá depois que José Mayer rolou naqueles lençóis com a Natália do Vale? Nojinho, tio. Nojinho.

4) Colocar Lília Cabral na novela é injustiça com o resto do elenco. Se o personagem que Manoel Carlos deu para a atriz continuar engraçadíssimo daquele jeito, não vai ter para ninguém. Lília Cabral faz aquilo como se fosse um dever de casa e o troço vira uma obra-prima. É impressionante.

5) Regina não aguentou e pediu para se expressar por aqui. Eu deixei:


- Nesta cena, eu mostro todo o turbilhão de emoções vivido por Helena, o meu novo personagem em "Páginas da Vida". Em meu rosto carregado por um misto de alegria e desespero, eu represento a agonia de uma mulher que, ao mesmo tempo que sente a falta de uma trolha bombando em sua vagina, sofre com o desprezo de um galã com cheiro de nicotina e pêlos cinza que rodeiam um triste peito muxibinha.

O que é o esforço de uma atriz que voltou para encher de alegria (e desespero) o coração da audiência televisiva, não é mesmo, minha gente?