<BODY> philipinas

sexta-feira, março 24


E O FIM DE SEMANA NO RIO?

Além de muita praia – que sol é esse? – tem várias coisas bacanas por todos os cantos.

No MAM, aparecem pela primeira vez na América do Sul os desenhos do Roy Lichtenstein (o tio dos pontinhos coloridos). Na noite, o Dama de Ferro traz o techno do DJ britânico Ian O'Brien, inspirado nos sons de Detroit. Ele toca junto com o DJ Maurício Lopes (que bate fácil em qualquer gringo, vamos combinar).

No cinema, confira trechos das resenhas de dois filmes que prometem:

Ricardo Calil, de No Mínimo, sobre o novo de Spike Lee: "Mas o que torna O Plano Perfeito um produto diferenciado não é sua precisão narrativa, mas o fato de Lee conseguir contrabandear muitas de suas obsessões pessoais para dentro das convenções do filme de ação. Ele consegue tornar particular o genérico. (...) Ainda que Lee tenha uma carreira irregular, que transita entre filmes brilhantes e outros decepcionantes, não dá para negar que ele é um dos cineastas mais coerentes e incisivos que existem na atualidade".

Tom Leão, do Globo, sobre o terror tailandês "Espíritos": "Diferentemente dos filmes americanos do gênero, que se valem mais de cenas grotescas e assassinos psicopatas, o terror asiático é mais profundo. O que motiva alguém a ser assombrado nesses filmes é alguma coisa que se fez de errado no passado e que ficou sem solução. (...) E dá medo."

In other news, a ainda virgem Adriana Lima contou para a revista GQ que os seus dois ex-namorados (dentre eles, Lenny Kravitz) "não deram liga" (essa expressão é por minha conta).

"Você já teve o seu heart broken?", perguntou a revista. "Pelos meus dois ex, yes", respondeu a modelo. "Simplesmente não deu certo. It did not work, you know?", completou. "Você ficou depressed?", insistiu a revista. "No, not depressed. Eu não tenho depression", explicou.

Porque, tipo assim, you know...