<BODY> philipinas

domingo, janeiro 22


JN PERDE, FOLHA COMEMORA

A novela tosca da Record, "Prova de Amor", vem roubando a audiência do Jornal Nacional. Na quarta-feira, ficou cinco minutos à frente do telejornal da Rede Globo.

A Folha entrevistou o autor da novela, Tiago Santiago, de 42 anos, que "trocou o segundo escalão da Globo pelo primeiro da Record, por um salário cinco vezes maior, e reinaugurou com boa audiência a teledramaturgia da emissora".

Santiago, que anda tirando o sono dos executivos da Globo, conta o que a Record tem de bom: a premiação de pontuação. "Ou seja, quanto mais ibope eu dou, mais ganho. Na Globo isso não existe. Os salários de autores bem-sucedidos equivalem a de presidentes de multinacionais", disse.

No Blog do Marona, que já foi editor-chefe do Jornal Nacional, há uma análise sobre o dilema que o telejornal enfrenta atualmente.

"Hoje, o JN tem enfoque e pose de classe média bem informada. Cobre política, economia e assuntos internacionais com linguagem de tevê por assinatura. (...) não é isso o que o público quer ver", escreveu.