<BODY> philipinas

terça-feira, abril 26


LÁ VEM A CONDEE

Não consigo pensar em mais nada. Só na visita de Condee ao Brasil.

Mais conhecida também como Condoleezza Rice, a secretária de Estado americana chega em Brasília, hoje, para um encontro com o nosso presidente e só vai embora na quarta-feira. Tá todo mundo muito feliz e orgulhoso com a chegada do soldado predileto de Bush no país. Já veio Rumsfeld, já veio Colin Powell, todos em um pequeno intervalo de tempo. Significa que nós somos importantes aqui embaixo. Estamos sendo levados a sério.

Nada. Conversa para vaca dormir. Não fosse a amizade de Lula com Chávez, neguim nenhum (horrível essa) desceria até o Brasil. O verdadeiro interesse americano é o apoio do Brasil na estabilização da Venezuela.

Mas isso tudo é muito chato. O mais legal é que Condee está chegando. A mulher é uma estrela, assim como o nosso Severino.

Para mim, é como se Dionne Warwick, Diana Ross ou Mariah Carey estivesse vindo ao Brasil. A única diferença entre elas é a fofura. A secretária não a tem. É fria, sanguinária, não sorri, não é simpática, não abre as pernas. É por isso que um encontro com o nosso risonho e bobalhão presidente Lula promete ser divertido.


- I do not think that is funny!

Ela vai ficar até quarta. Daria tempo para uma visita ao Rio. Talvez Rosinha a recebesse para um chá no Palácio.

Haveria, na ocasião, uma discussão, junto com os Garotinhos, sobre a problemática da violência na cidade. Condee faria uma análise sobre a situação e traçaria um plano para estabelecer a paz, por exemplo, nos morros cariocas. Tenho certeza que os traficantes possuem armas de destruição em massa.

Vai lá, Condee. A gente finge que nem tá vendo.

****
ELA CHEGOU...


Mas não pode ir embora. Faltou foto com papagaios no ombro, com a Xuxa, com crianças de rua, quadros do Romero Britto, Malu Mader, tomando chimarrão, sambando com a Portela, na ilha de Caras...