<BODY> philipinas

quarta-feira, março 9


NINGUÉM TÁ VENDO. BEIJA AQUI.

A colunista da Folha, Mônica Bergamo, foi uma das "censuradas" ao tentar publicar a foto do Chico Buarque beijando uma mulher no Leblon. O assessor de imprensa do cantor teria ligado para a maioria dos jornais e revistas pedindo para que não publicassem a foto, já que a moça que o cantor beijava tinha três filhos, era casada com um marido nervoso e a exposição iria bagunçar a vida dela. A revista Contigo deu de ombros e publicou. A Quem e o Estadão fizeram o mesmo. A merda foi jogada no ventilador.

Uma semana depois, Mônica Bergamo conta que a designer e fotógrafa Celina Sjostedt (beijada por Chico), e seu marido, Ricardo Sjostedt, decidiram se manifestar. O marido explica que, apesar de ainda casados, vivem vidas independentes. "Estamos casados. Mas a gente respeita a liberdade um do outro. O que acontece é que esse cidadão [Chico Buarque] tem uma fixação pela minha mulher, talvez por ela ser muito bonita, e fica investindo. Acho que ele está apaixonado. Sei lá, pergunta para ele."

A colunista pergunta se existe perdão para o acontecido. "O perdão está sempre dentro do meu coração. Só quero que ele deixe nossa vida em paz, bote na balança que temos família e vá procurar alguém da idade dele. Talvez em uma clínica geriátrica."


- Me leva pra sua casa?

Bem, agora é totalmente compreensível o medo de Chico Buarque que a notícia chegasse ao conhecimento de todos. Imagine a vergonha: um grande nome da mpb, um compositor respeitável, fazendo arte como se fosse adolescente, mexendo com mulher casada, deixando o marido dela como corno perante o Brasil inteiro.

Mas, da próxima vez, o cantor promete se comportar. Quando for beijar outra mulher e não quiser que ninguém saiba (ou publique), vai fazer direito. Nada de praia no fim de semana. Vai levar a moça para um ensaio aberto na quadra da mangueira.

*****

LAMBE AQUI. Você é o treinador de um time de futebol de uma grande universidade. Um dos jogadores se fere e abre um machucado no joelho, que sangra. Você, como bom treinador, que se preocupa com os seus jogadores, ajoelha e lambe a ferida. Hein? Só podia ser nos EUA. O cara está sendo processado.

ESSA COCA É FANTA. Esqueça todas as variações que você já ouviu sobre o mesmo tema. Aquela "esse Sansão é Dalila" também. Ontem eu ouvi uma nova. O office-boy entrou no elevador e comentou com o ascensorista sobre o fulano do 10º andar, "que é meio esquisito". "Não sei não, mas esse Eminem é Britney". Gostei.

QUER SABÊ-SABÊ? Hoje eu comi um prato cheio de vegetais folhosos.

AINDA NO TRIBUNAL:

- Seus filhos pequenos têm MSN?