<BODY> philipinas: Agosto 2004

terça-feira, agosto 31


NADA IGUAL AO BUTTMAN

Quando leio Butt, a primeira coisa que me vem à cabeça é a produtora de filmes pornô. Mi chama di tarado, mas é fato. No entanto, a baixaria de homens comendo bundas de mulheres nesses filmes nada tem a ver com a revista que falo a seguir. Quer dizer, a temática pode ser parecida. Até se fala de bunda, mas não de mulher.

A Butt se auto-intitula como "fantastic magazine for homosexuals". Criada em 2001, a revista pocket-size produzida nos Países Baixos "by two homos from Amsterdam, both blond and uncut" é febre nas capitais fervidas cosmopolitas. Como definem os criadores, a Butt é "for and about homosexuals".

A revista é inovadora. Não tendo jornalistas fixos, e feita basicamente através de colaborações, a Butt pode ser dar ao luxo de convidar nomes da vanguarda do mundo da moda e da música para a produção de matérias e ensaios fotográficos.

Assim fizeram com o fotógrafo brasileiro Marcelo Krasilcic, responsável por uma matéria nada convencional sobre Jake Shears, vocalista do Scissor Sisters (uma das melhores bandas do ano - na minha modesta opinião). Além de produzir o ensaio fotográfico, Krasilcic pegou antigos amantes do cantor e fez dez perguntas. Um deles fala sobre a primeira vez com Jake(e eu tô sem saco pra traduzir): "There was a hot tub on the deck outside. I got naked and popped in. He had obviously been to the apartment before because he had a Speedo. It was a nice long soak if you know what I mean".

Já na edição de número 9, o vocalista do REM fala sobre relacionamentos e identidades sexuais: "There are people that very strongly identify themselves as gay and then lesbian, and then I think there are a lot of people who are kind of some percentage or some version of that. The identity that I’m comfortable with is queer because I just think it’s more inclusive".

Outras celebridades também já deram entrevista para Butt. Dentre elas, Casey Spooner (do Fischerspooner) e o casal Matmos (os nerds que fazem música com a Bjork). O que é o hype, não é mesmo, minha gente?

segunda-feira, agosto 30


SEGUNDA-FEIRA:

phelipe diz:
eu acho q sei lá
Fabio diz:
sao tantas as coisas
phelipe diz:
muitos pingos para serem colocados nos is
Fabio diz:
muitas lacunas a serem preenchidas
phelipe diz:
o que é o vazio do ser humano enquanto human being?
Fabio diz:
uma sensação de esvaziamento
Fabio diz:
de despertencimento até
phelipe diz:
vou ali respirar um ar
Fabio diz:
fuma um Derby

sábado, agosto 28


INSTRUÇÕES ->
Como recitar funk carioca com sotaque de portuguesa:

1. Acesse este site
2. Na opção Language, escolha Portuguese
3. Em Voice, escolha Amalia (European)
4. Copie o texto a seguir e cole: entrei numa loja. estava em liquidação. queima de estoque. fogão na promoção. escolhi da marca daco porque. daco é bom. daco é bom. calma minha gente. é só a marca do fogão.
5. Aperte Say it!

sexta-feira, agosto 27


* O VMA de 2004 acontece neste domingo. A festa da música é transmitida ao vivo, direto de Miami, pela MTV brasileira, às 21 horas. Dentre os favoritos, Jay-Z com o clipe "99 Problems", dirigido por Mark Romanek.

O vídeo do rapper, realmente um dos melhores, nem é tão legal assim (e deve perder para o "Hey Ya" de Outkast). Aliás, convenhamos, a festa deste ano está chocha. Os indicados para melhor vídeo não são, com certeza, os melhores vídeos do ano. São, provavelmente, os melhores vídeos de quem aparece no TRL (o Disk MTV americano).

OK, não vamos reclamar. Que a MTV não é a mesma, todo mundo sabe. Então vamos tirar água da pedra. O que vai ser legal na festa desse ano? Quem irá superar a polêmica do beijo Madonna-Britney da edição passada? Bem, a emissora traz como atração a banda Outkast, que já foi a grande novidade do Grammy passado. Até aí, nada. Uma das apostas é o chatinho Usher, que deve ganhar, com certeza, o prêmio de melhor clip dance (e se honesto for, deve entregá-lo a Michael Jackson). O grande burburinho da noite, no entanto, está fora da festa. O cantor jamaicano Bags Beenie está proibido de pisar na festa americana devido às suas músicas repletas de letras anti-gay. Em uma das faixas, ele canta "queers must be killed" e "I'm dreaming of a new Jamaica/Come to execute all the gays".

Acredito que a grande sensação da premiação deste ano vai ser a cidade. Já imaginou as roupas dos artistas em Miami? Aí acontece a premiação de verdade. Ganha quem estiver mais cafona e vestindo menos pano.

* Bjork deu entrevista para a RollingStone (e aqui você escuta o novo disco dela, na íntegra). A revista pergunta se a cantora tem um iPod. "Sim, mas não uso. Deixo muita coisa cair e o aparelho é frágil demais. Aí quando sou DJ em festas de amigos, levo meu iBook e toco as músicas de lá". Sobre as músicas que Bjork toca nas festas? "Você sempre se sai bem com Peaches. E Michael Jackson também, que é à prova-de-balas". A revista também perguntou o que Bjork escuta para se inspirar. "Parte de mim, às vezes, só quer se divertir e dançar e escutar ao Justin Timberlake". Fofa, né? É, ela não vai ao VMA.

* Mas a Paris Hilton vai.

MAIS UMA DA ROSINHA. Essa tá no Globo Online:

Homossexuais que quiserem mudar sua opção sexual podem ser ajudados pelo estado

RIO - Será votado na próxima semana pela Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) o projeto de lei que cria o programa de auxílio às pessoas que voluntariamente quiserem deixar de ser homossexuais. O projeto de número 717/2003, do deputado Edino Fonseca, que já foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Alerj, prevê tratamento de reorientação sexual.

Para justificar sua criação, Edino Fonseca aponta a falta de auxílio do poder público ou de instituições privadas às pessoas que querem deixar de ser homossexuais e ressalta que a mídia tem colocado a questão como um caminho sem volta.


É... Cada estado tem o governo que merece. A notícia é, com certeza, a melhor piada do ano. Será que o jornal apurou direito? Parece invenção do Cocadaboa.

quinta-feira, agosto 26


Eu quero uma Kiko pra mim.

* Devolver ou não devolver: eis a questão. Se tem uma coisa no ser humano, principalmente no brasileiro, que eu acho uó é a falta de culhão. Acompanharam a história do elenco negro de "Filhas do vento" que quis devolver os prêmios em Gramado após ouvir que somente os receberam por serem pretos? Quem disse isso? Ninguém menos que a respectiva de Bárbara Heliodora no cinema, a crítica velha, com gosto de velha, Rubens Ewald Filho, responsável pelo júri do Festival de Gramado. Disse em entrevista ao JB: "Ou alguém acha que foi à toa que demos prêmios para seis atores negros em um estado como o Rio Grande do Sul, que sempre foi acusado de desprestigiar o negro?"

O elenco, com razão, disse que ia devolver os prêmios. Rubens, na mesma hora, enviou e-mail pedindo desculpas. Agora eles estão meigos e andam pensando em ficar com os kikitos. Vale isso? Na minha terra não. Lá, só de receber prêmio de um festival que tem como jurado o Rubens Ewald Filho já é um bom motivo para a devolução.

* Chega de olimpíadas. O meu limite para assistir esportes esgotou quando passei o domingo inteiro trancado no interior do Rio de Janeiro não podendo ver outra coisa. Quem merece pai e irmã, 24 horas sintonizados, torcendo até para atletismo? Não, sinceramente, brincar de quem corre mais rápido? Ou de quem "zune" o martelo mais longe? De quem pula a maior distância? A infância passou, gente. Voltem para seus países e arranjem um emprego. Vá produzir alguma coisa. Um blog, por exemplo. Né?

* Vamos fuxicar a vida alheia:


Desta vez, nada de Britney bagacenta com namorado. Na foto, a comportadinha Beyoncé curte as férias com o namorado Jay-Z em algum lugar supimpa da Europa. Nota 10. Para fotos de paparazzi, que normalmente mostram a realidade nua e crua (celulites e caras sem maquiagem), Beyoncé passa no teste facinho. Linda como sempre. Fotos aqui e aqui (calma que saiu do ar).

* Política: as eleições para a Prefeitura do Rio estão chegando. Preciso, pelo menos, comentar sobre os candidatos para o ano de 2005. A deputada Jandira Feghali, por exemplo, se quiser chegar, é agora. Gata! Lambe aqui ó.

* Tá, a última coisa sobre as olimpíadas: disputa de water polo feminino em Atenas.

terça-feira, agosto 24


Depois de Bonequicha, as Avaianas de Pau. Muito bom.

segunda-feira, agosto 23


- O prazo diminuiu. A entrega das matérias é até quarta-feira.

Ouviu? Nada de blog. São dez mil caracteres em três dias. Solta esse teclado. Abre o word. Merda.

sexta-feira, agosto 20


* Tiete: Victoria Newton, a fofoqueria do tablóide inglês The Sun, tá toda-toda. A turnê de Madonna, que agora passa por Londres, realizou o sonho da jornalista: conhecer a cantora de perto. No camarim, tirou foto até com os bailarinos.

* E o Maradona, hein? Flagrado pelo jornal mexicano Récord, o jogador aparece cheirando cocaína, trepando com uma garota e conversando pelado com amigos. Pode não ser o melhor do mundo, mas é o mais bagaceiro. Pelé ainda chega lá.

* O Brasil pode não estar ganhando medalha de ouro alguma em Atenas, mas, mesmo assim, a audiência das olimpíadas deste ano é grande. Perdendo telespectadores para a Band, a Globo pára de passar filmes requentados na Sessão da Tarde para fazer igual à emissora de Datena, Astrid e cia: exibir, ao vivo, os jogos olímpicos. Vamos ver. Qual brasileiro perde hoje?

* Falando em Olimpíadas 2004, a foto "meu cu" do NYT de ontem causou burburinho nos EUA. Novidade, né?


All the photos that's fit to print

* Aí, Olga, ninguém te merece.

quinta-feira, agosto 19


VOCÊ TAMBÉM TEM CU?

Sabia que hoje, quinta-feira, é o dia que a internet bomba? O acesso triplica, rolam muitas conferências, os bate-papos são mais visitados, as mensagens no orkut se multiplicam, as pessoas se arrumam, passam batom, as meninas teclam com unha pintada, icq bomba, msn também. “Seria por causa da Época de hoje?”, pergunta um amigo. E eu vou conferir. A matéria da revista traz, na capa, a pergunta: “Você também está no orkut?”

Olha, moço, eu tô sim, mas agora já penso em sair. Não só pela atual impossibilidade de navegar pelo site, como também por esse negócio de maioria brasileira incluída digitalmente, navegando e socializando. Por mais que seja “legal, achei fulano”, pode ser traumatizante o contrário: “que merda, olha quem pediu para ser meu amigo”. O acesso ao site é heterogêneo. Ontem, no metrô, vi um garoto com uniforme de escola técnica cobrando de outro: “pô, muléki, tu não mandou meu convite do orkut ainda”.

A revisa Época tenta explicar: "O brasileiro gosta da casa cheia de amigos. No Orkut é igual". Aqui, como é a casa de vocês? Sei lá, acho que não devo ser brasileiro.

quarta-feira, agosto 18


ERA UMA VEZ UM GAROTO METIDO A DIZÁINER...
Pega dali, cola lá, puxa daqui, dali, apaga aqui e pronto: os links que costumavam ficar ao lado do texto fugiram para o final do blog. Tudo desconfigurado. Mas, calma, Bete, calma. Tudo volta ao normal quando o cursinho no SOS Computadores terminar.

terça-feira, agosto 17


VOCÊS SABEM, EU ADORO UMA BAIXARIA ENVOLVENDO CELEBRIDADES. Sim, nada é mais justo (e divertido) que mostrar que eles são tão idiotas quanto nós (ah vai, são muito mais). Estrelas também cagam, trepam e se drogam. A pioneira destas baixarias democratizadas pela internet, Paris Hilton, vem com uma nova. Após aparecer com hematomas de uma suposta briga com o ex-backstreet boy Nick Carter, terminou o namoro com o mesmo e "lançou" outro vídeo. Segundo o site fuxico, foram roubadas fitas dela e do fofo (literalmente) fazendo sexo.

O site explica que a fita foi levada por ladrões que roubaram a mansão da atriz-socialite-vagaba. Se a casa foi roubada mesmo? Sim, por um descuido (ou total falta de noção da família). As irmãs Hilton decidiram não mais fechar as portas da casa após terem perdido a chave inúmeras vezes. Há notícias de que foram roubadas fitas VHS sim. Mas daí falar que nelas estão contidas cenas de sexo com Paris Hilton e mais um namorado é especulação. Ou melhor: invenção do "site" Fuxico para eu (e você), idiota, clicar.

Não há, sequer, em nenhum lugar do mundo cibernético (leia-se The Sun, blogs sérios sobre sexo e outras baixarias), uma notícia sobre a nova fita encontrada. E a notícia do fuxico está na capa do UOL. Que feio.

Então, só para não passar em branco o tópico "celebridades nuas", (escrever isso me rende muita busca no google, sabe?) sugiro a visita deste site com fotos-montagem de Madonna pelada. Não que alguém precise forjar fotos dela nua. A intenção dos nerds de photoshop é divertir. E conseguem. Não é uma obra de arte?

segunda-feira, agosto 16


LEGAL, O JUDOCA GANHOU BRONZE

Ok, é a primeira medalha brasileira em Atenas. Agora, ver uma reportagem com a torcida cantando "eu sou brasileiro com muito orgulho", comemorando UMA medalha (de BRONZE), é forçar a barra demais. É muita pobreza.

Também, não se sabe o que anda acontecendo com os atletas brasileiros nestas olimpíadas. Os nadadores que tinham grande chances (não contra o super Michael Phelps) ainda não trouxeram medalha nenhuma. Mas eles explicam. Segundo a reportagem da BBC, estão sendo cobrados demais. Ah, que dó.

EXISTE UMA MALUCA NA DIAS DA ROCHA, EM COPACABANA

A mulher fala altas baixarias para quem passa por ela. Não aparenta ser tão perturbada, não carrega tampa de vaso sanitário na cabeça, nem é suja ou se veste com roupas de mendigo. Parada em frente a uma loja fechada e sempre segurando sacolas de supermercado, parece uma evangélica como outra qualquer: cafona, de saião e queitinha. É por isso que surpreende.

Hoje, ao passar por ela, escutei as seguintes partes do que me foi dito com muita raiva e voz diabólica: "essa sua piroca eu engulo ela toda que vai cheia de espinho". Hein?

O porteiro do prédio ao lado, mesmo já acostumado com a companhia da maluca, ficou rindo da minha cara.

ATÉ RELÓGIO PARADO ACERTA DUAS VEZES POR DIA

É bom saber que Woddy Allen está vivo. Após os bobos "Escorpião de Jade", "Dirigindo no Escuro" e "Trapaceiros", falava-se facilmente que o diretor estava com os dias contados.

Mas em "Igual a tudo na vida" vem a esperança. Em seu último filme, o que garante as risadas é a idéia de Woddy Allen ser o seu próprio salvador, seu próprio psicólogo. Com dicas hilárias de autoajuda ele auxilia Jason Biggs, que interpreta o próprio diretor, com gestos e gaguejos irritantes, a dar um jeito em sua vida atrapalhada, cheia de fracassos amorosos e profissionais. Ao sugerir, por exemplo, a tomada de decisões simples e práticas para solucionar problemas "iguais a todos na vida", Woddy Allen avacalha a psicologia: "é perda de dinheiro, são todos charlatões".

Em "Igual a tudo na vida", Woddy Allen parece estar de saco cheio com ele mesmo. Debocha durante todo o filme de suas inseguranças (retratadas no personagem principal), de seus longos anos de análise, de suas mulheres, e faz inúmeras piadas sobre a importância da autodefesa em tempos de insegurança e violência no mundo.

Se Woddy Allen está em seu melhor momento? Se este é mais um de seus ótimos filmes? Não. Mas pode-se dizer que o velho não morreu. Como ele mesmo diz, no filme, "até um relógio parado acerta duas vezes ao dia".

sábado, agosto 14


Mudei o template porque sou assim: inquieto.

Ó, bom fim de semana. Para onde vocês vão hoje? Tá, sei que ninguém vem aqui no final de semana, vou parar de falar sozinho. Ah, conhecem esta rádio? Muito boa. Toca pelo winamp e tem programação supimpa, daqui ó (pontas dos dedos pegam na ponta da orelha).

sexta-feira, agosto 13


* Hoje é sexta-feira 13. A data comemora o dia do terror, certo? Não é hoje que as pessoas vêem gatos pretos, são vítimas de acontecimentos sobrenaturais e o Jason serra lôras peitudas? O meu dia tá quase lá. Até agora vi a empregada pelada (ela não fecha mais a porta) e, no trabalho, o senhor do almoxarifado lavando o suvaco na pia do banheiro. Sabe, com bastante espuma?

* Todo mundo já sabia que Mulher-Gato ia ser um fiasco. Vendo o trailer já dava pra medir o tamanho da cafonice das cenas, o marasmo que é a Halle Berry de gatinha e a falta de novidade no filme. A atriz e o diretor precisam entender que a mulher gato precisa ser tosca, divertida e interessante. A Michelle Pfeiffer em Batman, por exemplo, conseguiu tudo isso e ainda foi sexy. Besteira ir ao cinema ver essa nova gata que ainda joga capoeira. Por que não escalaram Valéria Valenssa? É melhor ficar em casa e assistir Birds of Prey. Dá no mesmo.

* E hoje? Será que Bjork canta na abertura das Olimpíadas?

* Cantou. E o pessoal da Globo adorou:


"A Bjork tem uma imagem muito futurista, né?" - disse Galvão Bueno

quinta-feira, agosto 12


Se eu pudesse, só vivia de Stevie Wonder.

quarta-feira, agosto 11

Julianne Moore, sempre linda



A atriz foi fotografada por Michael Thompson para a revista W. Mais fotos aqui.

terça-feira, agosto 10


* Final do filme: a pobre baleia morreu. Vocês também torciam para que ela vivesse? É, eu também. Mas não adiantou. O Rio não é lugar ideal para abrigar baleias. Um litoral de corpos sarados estranha algo deste tamanho. A baleia ficou deprimida, deslocada, se sentiu não querida. Não há espaço para gordas nas praias do Rio. Já viu alguma em Ipanema? Claro que não. Todas que tentam chegar na areia são mortas. A maioria delas está escondida no interior do país, em São Paulo, em clínicas de emagrecimento, ou em apartamentos de Copacabana (fazendo Atkins até morrer). Coitadas. A Cora também tá triste. E o João Ximenes Braga tentando achar motivos para ela ter vindo parar aqui.

* Falando em baleias, vocês lembram de Charlotte Church, a mini "soprano" dos infernos? Então, ela cresceu. Tá bebendo, engordando e fazendo a Paris Hilton. Ontem, em Londres, pagou peitinho pra todo mundo.

* Lixo de Orkut. Outra coisa me preocupa muito. Temos que apresentar o Cláudio para a Tina. Acho que eles serão bons amigos. As fotos se entendem, eles se completam.

segunda-feira, agosto 9


Amigas de orkut

Cíntia e Ana Cláudia já foram super amigas. E foi no orkut que puderam se encontrar novamente. Muito amor? Nada. A comunidade virtual estimulou a competição entre as duas. Era uma querendo ter mais amigos que a outra, mais fãs, mais scraps, mais porcentagem de corações. Nunca tinham, sequer, disputado homens. Nem brigado. Mas naquele site era diferente. Era sobre quem tinha o melhor currículo. Mas não sobre formações profissionais. Pior: sobre quem era mais conhecida, mais desejada, mais legal.

Nem amigas eram mais. Não se viam havia tempo. Nem um telefonema. Mas, no orkut: "Ana Cláudia é a pessoa mais importante pra mim, a melhor amiga que existe, que está lá quando a gente precisa", escrevia Cíntia. "Eu te amo muito, amiguxa. Nunca vou esquecer nossos momentos inesquecíveis", respondia a redundante Ana Cláudia.

Sabiam que o orkut era uma espécie de "arquivo confidencial" de programa dominical. Estavam todos olhando. Tinham que fazer bonito. Tinham de ter vivido grandes momentos com muitos amigos. Cíntia sabia que Ana Cláudia já não se importava mais com ela e vice-versa. Mas e daí? Aquela amizade fazia parte de seus currículos. E não são nesses papéis que todo mundo é perfeito?

sexta-feira, agosto 6


O que é a Suzana, não é mesmo, pessoal?

Uma coisa se pode falar sobre Suzana Vieira: ela não é nada parecida com Regina Duarte. Enquanto a vagina desta pede por amor e respeito, a da Senhora do Destino pega fogo. Você pergunta: o que eu sei sobre a genitália destas duas atrizes? Nada. Mas como este blog é idiota, continuemos.

Lendo o globo, descobri que Sra. Vieria, 60 anos, pode ser a próxima capa da Playboy. Recém-lipo-esculpida e botoxizada, a atriz pensa no convite: "Nem todo mundo tem a mente tão aberta e eu também sou bem caretinha. Mas vou pensar com carinho a respeito".


"Sou assim, fofa"


Rolam boatos de que Suzana Vieira, se posar pelada, irá representar um marco histórico na revista masculina: a produção deve gastar mais de duzentas mil camadas de photoshop para retocar as fotos. De olho na oportunidade trazida por esta nova ferramenta, a direção da revista pretende firmar uma parceria com a marca Adobe, que lançaria, junto com a playboy de Suzana Vieira, um cd-rom com a última edição do Photoshop. Além disso, um fascículo explicaria o passo-a-passo no tratamento de fotos de vaginas, seios, culotes, celulites e estrias. Suzana agradece. Nós também.

quarta-feira, agosto 4


* Chegaram aqui procurando por "lésbicas fotolog joão pessoa". Sim, o Google me indicou logo no primeiro resultado. Que bonito isso, não é mesmo, minha gente?

* Fui ver o novo de Michael Moore. No documentário do gordo, uma das maiores armas usadas contra a reeleição de Bush é dizer que o presidente mata cidadãos norte-americanos ao enviá-los para uma guerra sem sentido. E compara a idiotice no Iraque com o fracasso no Vietnã (com razão). Mas a luta não é só de Michael Moore. A coleguinha Madonna - que viu o filme, adorou e elogiou - também incentiva: vote ou morra.

Se "Fahrenheit 9/11" é bom? Quase dormi. Não é tão legal quanto "Tiros em Columbine". Um momento bom? Quando o diretor aborda pessoas na rua. E o depoimento de Britney Spears. Hilário.

* Para facilitar a busca de futuros pervertidos no google, encontrei no fearless um link interessante: mulheres com suvaco cabeludo. Eca!

segunda-feira, agosto 2


* E a revista para a família que é distribuída aos domingos pelo jornal O Globo? Cem páginas boas de ler, revistinha básica, colunas legais e tal. Afinal, qualquer revista é bem-vinda. Até uma direcionada para a família. Mas peraí. Para a família? Pense naquilo que o seu pai gostaria de ler. E o seu irmãozinho menor. E a sua mãe. Tenho certeza que a Placar, a Quatro Rodas e a Contigo devem, respectivamente, satisfazer todos eles. Mas nenhuma destas revistas é parecida com a de domingo do Globo.

Vai ver a coisa funciona assim: uma revista para a família de classe média carioca é uma publicação fofa, para ser lida ao acordar, na praia, no apartamento. Uma revista que trata de assuntos de saúde, comportamento, que tenha alguns ensaios de fotografia, beleza natural. E, nunca, nenhuma matéria sobre a família que a lê. Nada de divórcios, problemas financeiros, crianças-problema, "meu filho é gay", "minha filha fuma maconha", "fui assaltado pela nona vez" ou coisa parecida. A revista é para - e não sobre - a família. Ah tá.

* Mas melhor que a estréia da revista, só mesmo o programa da Preta Gil na Band. É lá que, tirando as brincadeirinhas de programa de auditório, Preta Gil mostra onde é boa: quando senta para conversar com os convidados. Na estréia de "Caixa Preta", a modelo Mariana Weickert contava como a apresentadora "chegou nela" em uma das inúmeras noitadas vividas por elas. Nada foi poupado. Preta Gil não censurou. "Pode contar", disse. E Mariana contou: ficou assustada na pista de dança com a mãozada que recebeu no meio das pernas. Explicou para Preta que elas eram amiguinhas, e que, mesmo assim, a filha de Gil retrucou: "Mas eu quero mesmo é te comer".

Ela meteu o dedo na minha borboletinha

Mariana Weickert, Kelly Key, Wando e a caixa preta


Um programa de Preta Gil não poderia ser diferente: é tão viado, original, divertido e descontraído quanto a filha de Gil. A emissora está feliz. A audiência da Band no horário drobou. No próximo programa, dentre os convidados, estão o tio Caetano Veloso e a Tati Quebra Barraco, que irá garantir um dos momentos mais "baixaria" do programa. Jogada de mestre. Ponto para Preta.

* O e-mail era enorme. Anônimo, mas muito diva, o remetente desta obra prima que me foi enviada estava re-vol-ta-dís-si-mo (dedos estalam no ar em forma de Z) comigo. O trecho que poderia o explicar o motivo da insatisfação dizia assim: "O jeito que você trata as pessoas que citam em seu blog deveriam ser analisadas não por você mesmo e sim por algum psicólogo que as saberia retratar em você tudo de errado". Entenderam?

* Se sua empregada anda usando o seu Listerine enquanto você está no trabalho, o que mais ela pode fazer durante sua ausência? Dançar pelada em cima da cama? Chamar os amigos do morro pra assar umas carninhas? Raspar a virilha com o seu Mach3? Meu Deus, não vou conseguir dormir.