<BODY> philipinas

sábado, setembro 13


Alguém viu a Preta Gil ontem no Jô?

Duas gordas batendo um bate-papo descontraído sobre a ditadura da beleza imposta pela mídia. Preta Gil falou sobre a suposta identificação que as mulheres brasilieiras teriam com o ensaio nu que ela fez pra revista Trip e o Jô mostrou tudo o que colocaram de sacanagem na internet sobre a filha do ministro. Inclusive os cartazes do kibeloco (foi ele mesmo, né?). E ela dava risada. Risadas escandalosas. Simpática a menina. Só que bem comportada dessa vez. Não falou palavrão. Nem nada polêmico. Agora ela entende que "a palavra pode causar muitos problemas". Que entende "a responsabilidade que a fama trouxe". Que não pode falar o que bem quer. Entende que é filha do ministro e não pode se comportar desse jeito. Pô, até tu, Preta Gil? Quando o rumo da prosa começa a ficar interessante e alguém ganha alguma atenção falando coisas que a Sandy nunca falaria, não dura muito. Kelly Key veio com algo novo e Sandyou. Fernanda Young falou o que bem quis e agora anda Sandyando. O que conclui a minha tese de que toda garota brasilieira, no fundo, é a Sandy. Ou é obrigada a ser a Sandy. Por mais puta que seja, por mais divertida ou livre que pareça, é por pouco tempo. Menina com opinião? Menina falando o que bem entende? Pode não. Só pode ficar pelada na playboy. E mesmo assim, só algumas. A Preta Gil, deus me livre!

O gordo ficou dois blocos com a gorda. A menina foi ovacionada quando tentou entender o porquê do deboche do povo sobre as suas fotos nua: "Por que eu não posso? Por que eu sou preta? Por que eu sou gorda? Ou por que eu sou feliz desse jeito?" O Jô só faltou beijar a boca da menina. Aplausos exagerados tomaram conta do programa. Mas foi cansativo. Preta Gil fala bastante. É egocêntrica (puxou o pai mesmo). Usando brincos enormes, à la Missy Elliot (com o nome Preta Gil escrito dentro da argola), e uma calça que pedia socorro por ter entrado ali, a garota que andou fazendo o Brasil rir e se indignar, cantou "preta preta pretinha" no final do programa. Foi a hora de desligar a televisão. Ela quer ser cantora, né? Ah, a filha gorda sem-noção do Gil tava divertida.