<BODY> philipinas

quarta-feira, março 19


American way of life

Dear God, i just hope those french fries are not cold. I hate them cold. I hate Pepsi either. Where´s the coke?Parece que não adiantou muito. O Bush quer atacar e pronto. Passou por cima da ONU, por cima da gente (que saiu em protesto pelo mundo afora); enfim, vai meter bomba no Iraque pela paz, por mais contraditório que isto pareça. E todos sabemos que guerra vende. E como. A CNN já está lambendo os beiços. Deve já ter montado as câmeras por lá e ocupado os melhores lugares. O soldado reclama: "But Sir, este cinegrafista está no lugar onde eu teria que me posicionar..."- cara de paisagem de seu superior... Na cena musical, tem uma pá de gente protestando. E com isso, sofrendo boicote de gravadoras. Bono sumiu de todas as revistas. Diversos atores, como Sean Penn e Martin Sheen (que faz o presidente dos EUA em " West Wing", uma das séries de maior audiência por lá), andam perdendo trabalhos importantes em Hollywood e sendo acusados de anti-patrióticos. Mas bandas como Beastie Boys, que lançam gratuitamente pela web, músicas como "In a world gone mad" e Madonna, que já vem vestida de soldado com o seu novo single "American Life", preferem tomar uma posição mais pacifista. Não defendem Saddam, muito menos Bush. Lutam pela paz não com bombas, mas com músicas (nossa, eu não escrevi isso). Mas não tenho culpa. Essas manifestações artísticas-políticas me lembram coisas como "We are the world" do Quincy Jones. Fazer o quê?

Lendo o no mínimo, vi no Pedro Doria a notícia de um iraquiano que está blogando de Bagdá, com inglês perfeito. E de lá, vai narrar tudo que acontece em sua vida. O nome do blog é "Where is Raed?". Esse sumido Raed é o namorado jordaniano que Salam, o dono do blog, tanto procura. Resta saber se tudo é verdade ou não.

Os estaduzunidenses já estão lá. Essa foto do garoto rezando, no Iraque, em frente a um copo de Pepsi e um prato de freedom fries (batata-frita como anda sendo chamada pelos americanos, depois da birra com Chirac) é excelente. É tão "marcando território" quanto àquela bandeira americana colocada pelo astronauta na lua. Tipo: "Dã, we are here. Don´t know what we´re doing, but we´re here". O ódio aos EUA anda crescendo. A fome bélica do Bush não pode ser saciada com um pretzel. Será que se ele tivesse o costume de jogar "Medal of Honor" no playstation, ele estaria fazendo tanto barulho? Inocente comentário. Alguém deu a idéia de colocar o Papa lá na fronteira, pedindo por paz. Não se fala em outra coisa. Tem sites fazendo contagem regressiva como se fosse Ano Novo no Iraque. A tevê Globo tentou colocar uma pelada maluca no big brother pra ver se ganhava mais espaço na mídia para o seu produto. Não adianta. Ninguém sabe mais o que fazer pra parar o Bush e seu estilo americano democrata de ser. Aliás, como será que está Regina Duarte neste momento? Debaixo da cama?